Salvar na nuvem pode garantir futuro da sua empresa

Salvar na nuvem ajuda empresas

Uma empresa que preserva suas informações não hesita em salvar na nuvem. Além da praticidade do acesso de qualquer local via internet, a segurança é um ponto alto da tecnologia. Estudo recente mostra que, após ataques cibernéticos, muitos negócios perderam dados valiosos que eram armazenados no próprio computador e tiveram a existência abreviada.Um sistema de gestão que conecta as áreas da sua empresa: do financeiro ao comercial

A ameaça ao futuro do seu negócio é real

Nós já falamos aqui no blog sobre os riscos de um ataque de ransomware. Mas talvez ainda faltasse um dado estarrecedor como o revelado por pesquisa da Malwarebytes, conduzida pela Osterman Research, junto a 1.054 pequenas e médias empresas na América, Europa, Ásia e Oceania. Aliás, um só não, mas vários deles.

Dá só uma olhada em alguns apontamentos do estudo:

  • 22% das empresas afetadas por ataques de ransomware fecharam as portas imediatamente
  • 15% perderam receita
  • Uma em seis empresas afetadas enfrentou ao menos 25 horas de inatividade
  • Em algumas, as operações acabaram suspensas por mais de 100 horas
  • Mais de um terço das infecções por ransomware atingiram outros dispositivos da empresa
  • 2% das empresas tiveram todos os dispositivos da rede afetados pela infecção.

O ataque mais famoso dos últimos anos ocorreu em 12 de maio de 2017, sendo batizado de WannaCry. Na época, mais de 300 mil dispositivos foram afetados em 150 países.

Vale relembrar: um ransomware é uma espécie de vírus de resgate. Ele se instala em um dispositivo da empresa, como um computador, acessa suas informações mais importantes e se apropria delas.

Segundo a pesquisa da Malwarebytes, 37% dos ataques nos Estados Unidos tiveram origem em um anexo de e-mail mal-intencionado. Já em 27% dos casos, o ingresso se deu a partir de um link malicioso enviado também por e-mail.

Como próximo passo, os criminosos bloqueiam o acesso e, para liberação, exigem pagamento em altos valores, geralmente na moeda virtual bitcoin, o que favorece o seu anonimato.

Quem decide pagar, não garante a posse dos dados de volta. Quem não paga, arrisca nunca mais ter acesso a informações relevantes e, por vezes, sigilosas.

A Malwarebytes identificou que 72% dos empresários são contra o pagamento de resgate para recuperar informações. No entanto, quem não pagou teve perdas que, em média, representaram um terço daquilo que foi roubado.

A pesquisa ainda revelou a alta vulnerabilidade dos pequenos negócios. Embora 75% deles tenham no enfrentamento do ransomware uma prioridade alta ou muito alta, quase metade desconfia da própria capacidade de parar um ataque do vírus de resgate.

Como salvar na nuvem protege a sua empresa

Acabamos de ver como um ataque cibernético pode ser devastador e o quão frágeis as empresas têm se sentido diante da ameaça mundial. Mas como uma solução tão simples, como salvar na nuvem, pode dar a elas a segurança que tanto buscam?

A explicação é igualmente básica: ao armazenar as informações da empresa na nuvem, com acesso exclusivamente online, é eliminada a porta de entrada dos cibercriminosos. Ou seja, ainda que infectem um computador, eles não conseguem acessar as informações em seu disco rígido (pois elas não estão ali). De quebra, fica impossível bloqueá-las.

No pior dos casos, o empresário atingido pelo ataque ficam sem poder acessar o computador infectado, mas não os dados que precisa. Isso pode ser feito a partir de qualquer outro dispositivo. Basta ingressar no sistema com o seu login e senha.

De fato, quem depende de sistemas tradicionais (e antigos), com redes interligadas por fios e sem possibilidade de acesso remoto, não só está vulnerável ao ransomware como tende a enfrentar grandes dificuldades em um possível ataque.

Não é à toa que essa é a grande preocupação revelada por pequenos empresários ouvidos no estudo da Malwarebytes. Afinal, as iniciativas de cibercriminosos têm se revelado cada vez mais ousadas e de difícil prevenção e controle. Nem mesmo manter o antivírus atualizado é garantir de deter a ameaça.

Vale destacar que, em 2016, conforme relatório da Trend Micro, os ataques de ransomware cresceram 752% e causaram um prejuízo próximo de 1 bilhão de dólares.

Uma advertência às pequenas empresas

A pesquisa da Malwarebytes trouxe à tona algumas verdades importantes sobre ransomware, segurança digital e armazenamento em nuvem.

A partir do momento em que uma em cada quatro empresas afetadas encerra a operação em um ataque do tipo, fica claro que a ameaça pode ter consequências muito mais sérias do que se imaginava.

Além disso, ao considerarmos que boa parte dos entrevistados são administradores de pequenas empresas, isso elimina a ideia de que os negócios de menor porte não são um foco de iniciativas criminosas como o vírus de resgate.

Imagine você, empreendedor, enfrentar toda a burocracia para abrir uma empresa no Brasil, superar o início sempre difícil e, quando começa efetivamente a lucrar, sofre um golpe certeiro e fatal de um ransomware.

Não dá para correr esse risco, não é mesmo? É por isso que salvar na nuvem não é apenas uma boa prática, mas a solução perfeita para proteger o seu negócio e garantir a continuidade de suas operações.

Bons motivos para salvar na nuvem

A maior segurança das informações é um desejo de todo empreendedor, mas é apenas um das vantagens de utilizar uma solução de armazenamento em nuvem.

Quando você adota a tecnologia na gestão, por exemplo, garante a integração de processos internos e controla todos os dados em um só sistema, de qualquer lugar, até mesmo via smartphone.

Isso sem falar na automatização de tarefas. Pense, por exemplo, em um registro de venda, que tem como consequência um alerta ao estoque e também ao financeiro.

E se tudo isso pudesse ser feito sem intervenção humana, do faturamento à emissão da nota fiscal, sem esquecer de registrar a receita para o controle financeiro? Para quem decide salvar na nuvem, isso é real.

Proteja e cresça com a nuvem

Vimos neste artigo que o ransomware não só é uma ameaça real, como suas consequências podem ser catastróficas para as pequenas empresas. Se você ainda não aderiu à tecnologia, está na hora de vencer qualquer resistência.

Ao salvar na nuvem, você adota processos muito mais seguros, garantidos por tecnologia de ponta, livrando-se de qualquer ameaça de sequestro de dados importantes para o negócio.

E como os benefícios não param por aí, não há por que não experimentar, concorda?Guia de ferramentas digitais para pequenas empresas  Preparamos um material completo com as principais tecnologias boas e baratas  que o seu negócio precisa ter Baixe agora

 

Que medidas a sua empresa tem adotado para se proteger das ameaças virtuais? Comente!

Saiba mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: